22 abril 2015

Arquitetura: Loft para uma surfista

Vou apresentar para vocês um trabalho que estava doida pra conseguir arranjar um tempinho pra postar aqui da disciplina "Interiores Residenciais" que me empolguei bastante para fazer e particularmente gostei do resultado (só queria ter tido mais tempo pra fazê-lo! rs).

A cliente se chama Bárbara e é uma jovem surfista, que mora sozinha, é estudante de oceanografia, não sabe cozinhar, colecionadora de pinhas, livros, sapatilhas, discos de vinil, tem um violão, uma bicicleta amarela e uma gata. As cores preferidas dela são azul e amarelo. Ela tem alergia a serragem e à camarão. Apesar de ter várias coisas com aparência de madeira, os móveis foram revestidos de fórmica imitando madeira e o piso e revestimentos com porcelanatos que também imitam madeira. O professor nos disse que o apartamento dela teria 5m x 10m, ou seja, 50m² e que as divisões dos cômodos seriam livres e só teria uma janela, do chão ao teto, em uma das extremidades de 5m do apartamento. E a entrada também só podia ser feita pela extremidade oposta no canto superior direito. Então, só isso que foi comum entre os projetos da turma. 

Então vamos ao loft:



Como vocês podem ver, fiz uma sala de estar integrada com a sala de jantar e a cozinha. Gosto muito da integração desses ambientes e achei que combinaria com o estilo da Bárbara, pensei que ela poderia ser uma pessoa que gostasse de receber amigos em casa. E para locar as pinhas que herdou da avó, criei uma estante de nichos na sala em posição de destaque. E uma parte dos livros e discos, ficaram na prateleira acima da TV. Tentei brincar com as cores preferidas dela sempre colocando um toque de azul e amarelo nas coisas. E usei papel de parede na área da TV.


Como o apartamento é pequeno, resolvi locar a bicicleta e a prancha na parede da sala revestida com porcelanato que imita madeira.  


Como a Bárbara não é muito fã de cozinha, fiz uma cozinha compacta e tentei fazer com que ela não ficasse tão pequena assim criando um balcão. Revesti a parede de fundo com ladrilhos hidráulicos azuis e a parede lateral com cimento queimado para dar um toque mais neutro no ambiente que possui já muitas cores.


Consegui um espaço para o lavabo e para uma área de serviço separada da cozinha. Por mais que o lavabo, por ela morar sozinha, não seja tão necessário, levei em consideração as visitas que ela poderia receber. E para não violar a privacidade entrando na área íntima para acessar ao banheiro, resolvi criar um lavabo. Resolvi fugir do padrão de bancadas e criei nichos em vez de gavetas e portas de abrir.


No quarto da Bárbara, resolvi colocar o mesmo papel de parede da sala para criar um diálogo. E como o espaço era pouco, fiz o armário com portas de correr revestidas de espelho e com gavetas embaixo. Não fiz nenhum criado mudo para apoiar abajur e em vez disso, posicionei alguns pendentes para servir para iluminar quando ela quiser ler um livro deitada na cama. E o violão ficou do lado da cama. Como a janela é grande e ocupa um lado inteiro do quarto dela, as opções de layout foram um pouco restritas. E como há incidência solar direta, há uma cortina (que não aparece nas imagens).


Como o banheiro da suíte dela está localizado onde há a grande janela do chão ao teto, coloquei brises de madeira para tampar a visualização direta de fora pra dentro mas que não impedissem ela de abrir/fechar/limpar a janela. E a bancada, fiz nichos também para dialogar com a bancada do lavabo, só que com cores invertidas.


Queria ter tido mais tempo para fazer mais renderizações e de ter feito com mais calma as iluminações. Mas como não foi possível, teve que ser desse jeito mesmo!

Espero que tenham gostado e que perdoem o meu sumiço, a vida está mais corrida do que nunca! Espero que entendam que vida de arquitetura não é fácil, por mais que seja ótimo! 

Beijos e até o próximo post!!
Copyright © 2014 | Design e C�digo: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo